Brasil é vice em ranking de inclusão digital entre os países do Bric

Índice criado por empresa de análise de risco usa dez métricas para calcular nível de inclusão; no grupo, Índia teve o pior desempenho.

O Brasil está em segundo lugar entre os países do chamado Bric em inclusão digital, segundo relatório produzido por uma empresa de análise de risco do Reino Unido.

Lançado pela Maplecroft, o Digital Inclusion Index, ou Índice de Inclusão Digital, usa dez métricas para calcular o nível de inclusão digital em 186 países. Entre esses indicadores estão assinaturas de banda larga, uso de dados em celulares, linhas de telefone fixo, lares com PC e TV, usuários de Internet, matrículas no Ensino Médio e taxa de analfabetismo.

No ranking, o Brasil recebeu 110 pontos, atrás da Rússia, com 134, mas à frente de China (103) e Índia (39). Dos quatro países, a Índia foi o único classificado como “risco extremo”; os outros três receberam a classificação “risco médio”.
Inclusão digital

Os países com melhores níveis de inclusão digital, segundo o relatório, são Holanda (186), Dinamarca (185), Luxemburgo (184), Suécia (183) e Reino Unido (182).

O índice da Maplecroft faz referência ao risco desses países de falhar na melhora do nível de inclusão digital de suas populações, explicou por e-mail Chris Laws, analista da Maplecroft. O acesso a tecnologias de informática e comunicações (TIC) é considerado uma questão importante para o desenvolvimento e, por isso, tem-se tornado um fator de risco político, econômico e social, acrescentou.

Para os negócios, a ausência de inclusão digital ameaça o crescimento econômico e o desenvolvimento social ao limitar o tamanho do mercado e reduzir o potencial para comércio, disse Laws. Ela também inibe o acesso individual e empresarial a recursos educacionais e de tomada de decisão, e compromete a formação de talentos necessário para empregabilidade, completou.

[Via idgnow.uol.com.br]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *